The Hospitality Club
.... aproximando as pessoas!
É a primeira vez que estás cá? Tens perguntas a fazer? Fala com membros e voluntários agora mesmo!
EnglishEnglish Arabicعربي BulgarianБългарски Chinese中文 Chinese simplified中文 GermanDeutsch EstonianEesti SpanishEspañol EsperantoEsperanto FrenchFrançais hebrewעברית ItalianItaliano HungarianMagyar PolishPolski RomanianRomână RussianРусский slovenianSlovenščina SerbianSrpski FinnishSuomi SwedishSvenska TurkishTürkçe ukrainianУкраїнська Entrar     Registre-se!

Sobre nós - A História do Hospitality Club

  Informações
Home
Perguntas comuns
Tour
Países
Experiências
Embaixadores
Exemplos de Perfis
Regulamentos
Comunicação Social
Sobre nós
Fórum
Chat
Links
Mapa do site


 Especiais
AFS
AIESEC
Attac
Eco
Freeloaders
Hitchhikers
Indigenous
Mensa
NGOs
Onenightstay
Peace
Servas
Unitas
YFU
Zellidja

 Vantagens
- alojamento grátis pelo mundo inteiro
- conhecer pessoas amigáveis
- sem custos
- entendimento intercultural
- sem obrigações
- seguro
- não-comercial
...junta-te a nós!

 Estatísticas
number of Hospitality Club members
Esta é a história do Hospitality Club e das pessoas por trás dele - como o fundámos, como se desenvolveu e o que o futuro poderá trazer. A descrição é o mais extensa possível para que percebas claramente o contexto e as nossas motivações.

História da partilha de hospitalidade
A ideia de partilhar hospitalidade já existe há bastante tempo. Após a Segunda Guerra Mundial, Bob Luitweiler fundou a Servas como uma organização de paz. A sua ideia era promover o entendimento intercultural e construir a paz através de uma rede mundial de portas abertas. Nas décadas seguintes, outras pessoas fundaram organizações semelhantes e desenvolveram-se grupos com interesses particulares - redes de partilha de hospitalidade para ciclistas, para mulheres, para pessoas que viajam à boleia , para pessoas que falam Esperanto. Veit Kühne fundou uma rede para membros da maior organização de intercâmbio de estudantes, a AFS , em 1997, baseado no modelo de coordenadores voluntários por país, que tinha sido usado pela rede de hospitalidade SIGHT, da Mensa Todas estas organizações tinham dificuldades comuns: imprimir listas, receber quotas dos membros, divulgar a ideia.

A Internet
Depois chegou a internet. A pioneira no uso desta nova tecnologia foi a Hospex, uma rede sediada na Polónia (que actualmente já não existe). Outras redes fizeram experiências com a internet e no Verão de 2000 a base de dados mais desenvolvida era a da comunidade de pessoas que viajam à boleia - a Hitchhikers Home Base (que também já não existe). Mas não havia uma solução global e profissional.

A Ideia
Veit (na altura com 22 anos) era suposto estar a fazer um trabalho de investigação para o curso que estava a tirar em Koblenz, na Alemanha. Depois de uma longa noite a navegar na internet no centro de computadores da universidade, regressou a casa no dia 11 de Julho de 2000. A fumar um cigarro Indonésio de cravo-da-índia na sua cama às 6 da manhã, fez-se luz na sua cabeça - o mundo estava pronto para uma rede de partilha de hospitalidade grátis, segura e baseada em trabalho voluntário que aproveitasse ao máximo os recursos que a internet oferece. Os dias seguintes foram plenos de pensamentos, planos, emails e conversas. Os seus quatro irmãos mais novos Kjell , Kay , Constanze e Till (que também tinham sido estudantes de intercâmbio pela AFS e estão envolvidos nesta organização de construção da paz) e amigos ficaram entusiasmados com a ideia e prometeram dar-lhe apoio.

O Primeiro Website
Analisámos todas as outras redes de partilha de hospitalidade e tentámos basear a nova organização no que elas tinham de melhor. Integrámos também algumas ideias totalmente novas, as mais importantes das quais foram a verificação de passaportes, o sistema de comentários e feedback e a protecção contra o spam através da não divulgação de endereços de email. Algumas semanas depois, Kay passou por Koblenz para ajudar a fazer o primeiro layout do site. Depois, também Kjell foi a Koblenz para ajudar na construção das páginas e na finalização das ideias. Passaram longas e divertidas noites em centros de computadores a ouvir música no volume máximo, a comer pizza e a trabalhar no site. No final, estava pronta a primeira versão do Hospitality Club, e poucos minutos depois de ser colocada online já as primeiras pessoas dos quatro cantos do mundo se haviam registado.

A Base de Dados
O website estava operacional, mas exigia muito trabalho. Eram precisos mais de cinco minutos para aceitar um novo membro, e passar as mensagens de uns membros para outros era mesmo muito chato. O Hospitality Club precisava de uma base de dados. Ainda assim, no primeiro ano, 750 pessoas se registaram no clube, e no segundo ano mais 600. No início do Verão de 2002 Claudio Pacchiega , da Itália, começou a trabalhar numa base de dados para o Hospitality Club, baseando-a nos processos delineados pelo Veit e melhorando-a com novas e boas ideias que tornaram o sistema ainda mais seguro e fácil de utilizar. Finalmente, em Julho de 2002 o site do Hospitality Club já com base de dados foi posto online. Na mesma altura, Veit terminou os seus estudos universitários e deu início a um project que ainda dura: viajando à boleia pelo mundo, está a tentar fascinar um milhão de pessoas com a ideia da partilha de hospitalidade. Desde então, o clube tem conhecido um crescimento exponencial, tendo recebido a atenção da comunicação social e milhares de novos membros.

Pontos importantes sobre o HC
O Hospitality Club é um projecto não-comercial. Fundámo-lo porque acreditamos mesmo na ideia de que juntar as pessoas e promover amizades internacionais vai aumentar o entendimento intercultural e fortalecer a paz . Não queremos ter lucro com o site. Para que continue grátis e a funcionar bem, o maior desafio é motivar outras pessoas que partilham da nossa visão a ajudar o clube. É por isso que o clube é uma organização de voluntários onde todos podem contribuir. Ao mesmo tempo, o clube é um projecto a longo prazo para nós e será uma parte importante das nossas vidas por muitos e muitos anos. Tentamos geri-lo da forma mais profissional, segura, inteligente e amigável possível. Tiramos o máximo partido da tecnologia onde isso faz sentido, mas temos sempre em mente a nossa missão principal: promover encontros cara-a-cara entre seres humanos.

O Futuro
Os pontos acima referidos dão-nos a confiança de que o Hospitality Club é um projecto que durará muito tempo. Estamos determinados a fazer da partilha de hospitalidade uma actividade comum entre os viajantes. É que faz sentido - é uma forma divertida, ecológica , económica e socialmente benéfica de viajar. Faremos parcerias e acordos de cooperação com muitas outras organizações e pessoas de todo o mundo. E continuaremos sempre a melhorar o site e a estratégia do clube, baseados no feedback dos nossos membros. Dentro de alguns anos, não pensarás duas vezes sobre onde procurar pessoas para encontrar quando viajares ou mesmo quando estiveres em casa: na nossa rede mundial de gente amigável.

O Nosso Sonho
Um dia toda a gente poderá viajar até outro país sabendo que alguém o receberá de braços abertos. As pessoas viajarão de uma forma diferente, encontrar-se-ão e construirão entendimento intercultural através do contacto pessoal. Haverá muitos membros em locais como Israel e Palestina , Irlanda do Norte, Bósnia , Chechenia e Rússia , Ruanda e Timor Leste a partilhar hospitalidade uns com os outros e passo a passo o Hospitality Club ajudará a fazer da paz uma realidade duradoura no nosso maravilhoso planeta. Ajuda-nos a atingir o nosso sonho - junta-te a nós !



Mais informações - Registre-se!

Todos os Países
Afeganistão . Albânia . Alemanha . Andorra . Angola . Anguila . Antígua e Barbuda . Arábia Saudita . Argélia . Argentina . Armênia . Aruba . Austrália . Áustria . Azerbaijão . Bahamas . Bahrain . Bangladesh . Barbados . Belarus . Bélgica . Belize . Benin . Bermuda . Bolívia . Bósnia e Herzegovina . Brasil . Bulgária . Burkina Fasso . Burundi . Butão . Cabo Verde . Camarões . Camboja . Canadá . Catar . Cazaquistão . Chequia . Chile . China . Chipre . Cingapura . Colômbia . Congo . Coréia do Sul . Costa do Marfim . Costa Rica . Croácia . Cuba . Dinamarca . Egito . El Salvador . Emirados Árabes Unidos . Equador . Eslováquia . Eslovênia . Espanha . Estados Unidos . Estônia . Etiópia . Filipinas . Finlândia . França . Gabão . Gâmbia . Gana . Geórgia . Grécia . Grenada . Groenlândia . Guadalupe . Guam . Guatemala . Guiana . Guiana Francesa . Haiti . Holanda . Honduras . Hungria . Iêmen . Ilhas Cayman . Ilhas Fiji . Ilhas Marianas do Norte . Ilhas Turks e Caicos . Índia . Indonésia . Irã . Iraque . Irlanda . Islândia . Isle of Man . Israel . Itália . Jamaica . Japão . Jersey . Jordânia . Kuwait . Laos . Lesotho . Letônia . Líbano . Líbia . Liechtenstein . Lituânia . Luxemburgo . Macau . Macedônia . Madagascar . Malásia . Maldivas . Mali . Malta . Marrocos . Martinica . Maurício . Mauritânia . México . Moçambique . Moldávia . Mônaco . Mongólia . Namíbia . Nepal . Nicarágua . Nigéria . Noruega . Nova Caledônia . Nova Zelândia . Omã . Palau . Palestina . Panamá . Papua-Nova Guiné . Paquistão . Paraguai . Peru . Polinésia Francesa . Polônia . Porto Rico . Portugal . Quênia . Quirguistão . Reino Unido . República Democrática do Congo . República Dominicana . Reunião . Romênia . Ruanda . Rússia . Samoa . Samoa Americana . Santa Lucía . São Tomé e Príncipe . Senegal . Serra Leoa . Sérvia e Montenegro . Seychelles . Síria . Somália . Sri Lanka . St. Kitts e Névis . Sudão . Suécia . Suíça . Tagiquistão . Tailândia . Taiwan . Tanzânia . Togo . Trinidad e Tobago . Tunísia . Turcomenistão . Turquia . Ucrânia . Uganda . Uruguai . Uzbequistão . Vanuatu . Venezuela . Vietnã . Замбия . Зимбабве . Южная Африка .
  Pessoas
Veit Kühne
- fundador e força motora por trás do clube
- nascido em 1978 em Leipzig, Alemanha de Leste
- entusiasta da partilha de hospitalidade
- voluntário de longa data da AFS (1 ano em intercâmbio na Carolina do Norte, EUA)
- ávido viajante, adora viajar à boleia
- estudou Administração de Negócios na Alemanha, EUA e Bélgica
- actualmente a divulgar a ideia numa viagem à volta do mundo, tentando fascinar um milhão de pessoas com ela
- página pessoal:
www.veit.net

Kjell Kühne
- co-fundador e irmão de Veit
- envolvido em todos os pormenores do clube
- nascido em 1979 em Radebeul, Alemanha de Leste
- activista ecológico
- voluntário de longa data da AFS (1 ano em intercâmbio em Borneo, Indonésia)
- génio das línguas (fluente em 12)
- estuda psicologia e etnologia em Mainz

Pierre-Charles Marais
- super-anfitrião no seu pequeno apartamento
- super-voluntário envolvido em todas as tarefas
- nascido em 1983 na Normandia, França
- apaixonado por arquitectura
- guru das bolsas de estudo e viagem Zellidja
- página pessoal:
pietshah.free.fr

Jean-Yves Hegron
- programador para o HC
- nascido em 1964 em Nantes, França
- entusiasta do intercâmbio cultural
- pai de três crianças
- a trabalhar como gestor do projecto

Gerrit Otte
- super-voluntário envolvido em todas as tarefas
- nascido em 1977 em Georgsmarienhütte, Norte da Alemanha
- Físico e Cientista de Computadores
- página pessoal:
www.gerritotte.de

Voluntários
Centenas de pessoas estão a ajudar activamente no que podem - como voluntários locais ou com tarefas especializadas. Adoraríamos que te juntasses também a nós - visita as páginas Colabora connosco and Informação Detalhada para Voluntários para descobrir o que podes fazer!

Agradecimento especial a:
Claudio Pacchiega
- programou o núcleo do HC
- voluntário de longa data do Servas
- nascido em 1969 em Turim, Itália
- trabalha como programador em Turim


 Links patrocinadas    ?

Home - Contacto - Menu Principal - Registre-se - Ajuda - Tour - Países - Sobre nós - Chat - Mapa do site - Disclaimer

Copyright © 2000-2006 The Hospitality Club. Todos os direitos reservados.